Ciências Contábeis  Coord. Profª Esp. Bethânia Santana Marinho da Silva

                                               e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

                                               currículo: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4278122A8

 

Habilitação:

Curso de Bacharelado Ciências Contábeis

Titulação:

Bacharel em Ciências Contábeis

Autorização:

Portaria ministerial n 375 de 05;03/1999, Publicado  no D.O.U 09/03/1999

Implantação:

Portaria ministerial n 375 de 05;03/1999, Publicado  no D.O.U 09/03/1999

Reconhecimento:

Portarias Ministeriais nº 4.474 de 21/12/2005, publicada no D.O.U. de 23/12/2005.

Carga Horária:

3.520 hs

Renovação do Reconhecimento do Curso:

Em conformidade com a Portaria Normativa nº 4 de 2008, Artigo 2º Parágrafo 3º do ENADE 2012

Tempo integralização:

Mínimo 04 anos 

Objetivo do Curso:

Formar cidadãos críticos e reflexivos capazes de responderem aos constantes e profundos desafios, necessidades e transformações da sociedade e do conhecimento, para atuarem profissionalmente em todas as áreas da Ciência Contábil aplicando-a nas Pequenas, Médias e Grandes Empresas.

 

Objetivos específicos:

 

Os objetivos do Curso de Ciências Contábeis são:

 

  • Determinar os elementos balizadores para a concretização do conhecimento teórico e empírico no nível da graduação.
  • Apresentar práticas pedagógicas inovadoras dentro do processo ensino-aprendizagem, que favoreçam a transmissão, desenvolvimento e aplicação de conhecimentos filosóficos, técnicos e culturais.
  • Formar profissionais com capacidade para planejar, organizar, prever, coordenar e controlar procedimentos contábeis que visem a otimizar as áreas de gestão tributária, de finanças, de custos, de controladoria, de auditoria, de perícia, dentre outras com vistas à suprir as entidades de informações e tempo hábil para a tomada de decisão dos seus gestores.
  • Promover condições atitudionais e técnicas para a compreensão, por parte de cada participante do curso, da importância da visão e do raciocínio estratégico/ gerencial, bem como a conscientização da observância dos princípios e normas contábeis em suas atividades.
  • Despertar nos participantes o papel estratégico/ gerencial da contabilidade na definição de projetos contábeis financeiros para diferentes tipos de organizações.
  • Promover e internalizar valores de responsabilidade social, justiça e ética profissional, através de disciplinas como: ética e contabilidade ambiental.
  • Definir políticas acadêmicas que possibilitem a integração entre o ensino, a pesquisa e a extensão.
  • Adequar de forma sistêmica o curso de Ciências Contábeis às necessidades das células sociais (das pessoas jurídicas públicas e privadas, pessoas físicas, entidades filantrópicas, etc) para atender às exigências do mercado de trabalho e da sociedade.
  • Incentivar a interdisciplinaridade no curso, pois a interdisciplinaridade e a pesquisa envolvendo a contabilidade constituem esforços substanciais para o desenvolvimento dos futuros contadores, ao possibilitar uma visão sistêmica capaz de auxiliá-los no desempenho profissional.

 

Perfil do Curso:

O perfil desejado do egresso ao Curso de Ciência Contábeis, consoante com as Diretrizes Curriculares para o curso, deve refletir as características de profissionais com visão holística, que compreenda a inserção do País de das organizações, e que sejam capazes de atender as novas necessidades das entidades em um mundo competitivo e globalizado, buscando desenvolver nele o conhecimento que o embase para que possa compreender as características regionais, a missão e os princípios da mantenedora, perfil este delineado a partir da participação da comunidade, professores, interação com profissionais das áreas afins, conselhos e órgãos representativos da profissão, participação em congressos, seminários e outros eventos de interesse da classe contábil.

A tendência atual nas organizações é valorizar cada vez mais os profissionais, preocupados com sua formação profissional e pessoal, e com habilidade e conhecimento multidisciplinares. Assim, o profissional requisitado pelas organizações deve necessariamente possuir um conjunto de habilidades específicas, ser um membro ativo e participativo na sociedade em que está inserido.

Procura ainda, promover e internalizar valores de responsabilidade social, justiça e ética, aliando a tudo isso uma formação técnica e científica que conduza o profissional a atuar na gestão contábil das organizações com a competência de um profissional que, através de uma atuação interdisciplinar e de um aperfeiçoamento contínuo, possa acompanhar as necessidades das organizações, auxiliando-as nas tomadas de decisão e colocando-as à frente das exigências de um mundo em rápidas transformações.

O projeto pedagógico do curso de Ciências Contábeis oferecido aos alunos considera que o mundo contemporâneo atravessa uma grande transformação produtiva, financeira, cientifica, no campo das comunicações e das tecnologias. O processo de integração mundial e de formação de blocos econômicos regionais, chamados genericamente de globalização ou mundialização do capital, tem provocado uma transformação no campo das ciências que lidam com o mundo dos negócios e das organizações.

Nesse sentido, tem-se o seguinte perfil profissional do egresso: ser generalista e ao mesmo tempo um ser um profissional, ou seja, as empresas procuram o profissional eclético. Nesse sentido, e em função das exigências do mercado de trabalho, a proposta de diretrizes curriculares apresentada pelas Comissões de Especialistas de Ensino prevê que o egresso dos cursos de graduação em Ciências Contábeis deverá apresentar um perfil comum e perfis específicos contidos. O perfil comum desejado dos formandos dos cursos de bacharelado em Ciências Contábeis, aliás, como em quase todas as profissões atuais é de um profissional generalista, ou seja, um profissional com os conhecimentos técnicos necessários ao exercício de suas funções, mas, e principalmente, um profissional reflexivo, com conhecimentos técnicos aptos para atuar num mercado competitivo e em constante transformação.

É propósito do curso de Ciências Contábeis da IEs/FID formar profissionais dotados de competências e habilidades, que viabilizem aos agentes econômicos o pleno cumprimento de suas responsabilidades de prestar contas da gestão perante a sociedade, de buscar na ciência contábil, diretrizes que possibilitem a maximização da riqueza e que contribua para que os objetivos econômicos - financeiros das entidades sejam afins com a sua responsabilidade social. Afinal, a sua continuidade depende das variáveis exógenas, entre elas o ambiente natural em que esta inserida.

Espera-se que ainda formar um profissional que exerça com ética e proficiência as atribuições que lhe são prescritas através de legislação específica.

O bacharel em Ciências Contábeis deverá caracterizar-se como um profissional crítico, ético, lúcido e solidamente capacitado para planejar, organizar, liderar e dirigir as atividades de controle e gerenciamento contábil nas empresas, com uma visão holística, sem perder de vista as particularidades regionais.

O conhecimento regional possibilitará ao profissional contábil contribuir para o desenvolvimento do ambiente em que vive, promovendo o desenvolvimento para a sua região, a sua atualização e auxiliando nas medidas para a competitividade em geral.

No entanto, para atender a essa necessidade regional, é necessário que a formação possibilite o conhecimento macro, direcionando-o para a eficácia da região.

O que se propõe é que o profissional contábil tenha consciência de que a ideia arcaica de guarda livros, de meros escriturários não atende às necessidades locais, nacional e internacional, e que somente através da mudança dessa visão, e da importância do conhecimento interdisciplinar e multidisciplinar, serão capazes de adquirir qualidades que o mercado exige. Assim, o profissional deverá ter uma visão holística (global) e humanística forte, base sólida em filosofia das ciências, especialização acurada, para que possa, através de seus conhecimentos suprir as necessidades do cenário em constante mutação.

O que o aluno precisa ter então é o instrumental necessário para analisar a conjuntura, ter a noção adequada sobre a finalidade da ciência contábil que vai bem além da simples apuração de impostos e da visão arcaica de guarda livros, para fornecer informações úteis aos gestores no processo decisório. Assim, o profissional contábil deve atuar como um gestor de negócios, orientando sobre as informações fornecidas e não simplesmente comunicando-as. Deve aprimorar constantemente o seu conhecimento e ir além do cumprimento das alterações na legislação fiscal, ser capaz de solucionar problemas relacionados à sua área quando solicitado, fornecendo uma informação segura, compreensível e em tempo hábil.

O currículo busca aprimorar no aluno, futuro contador, habilidades que contribuam para o desenvolvimento e aplicação das Ciências Contábeis no âmbito empresarial/gerencial e de serviços através de uma visão crítica da realidade, de postura e comprometimento ético, para com a profissão, com os problemas e questões que envolvem relações endógenas e exógenas.

Ao adquirir essas habilidades o bacharel em Ciências Contábeis terá condições de atuar em um vasto campo, tais como: Escritórios de Contabilidade, de Auditoria e Consultoria Contábil, Empresas Comerciais e Industriais em Geral, Repartições Federais, Estaduais e Municipais, dentre outros.

As oportunidades profissionais serão ainda melhores, caso o contador se aperfeiçoe em setores pouco explorados, como por exemplo, os de Contabilidade Gerencial e Gestão de Custos, Controladoria e Sistemas de Informações Contábeis, Tributação, Controle Orçamentário ou Consultoria Contábil. Além disso, existem diversas especializações contábeis que são privativas aos contadores, algumas das quais estão inseridas nos programas das disciplinas do curso, tais como, Auditoria, Contador de órgãos Públicos, Contador Empresarial e Perícia Contábil.

 

Competências e Habilidades:

Tendo em vista o perfil proposto para o egresso, pretende-se que o profissional a ser formado pelo curso de Ciências Contábeis deva possuir uma formação que contemple aspectos teóricos, práticos e éticos que possibilitarão desenvolver como principais competências e habilidades gerais para que exerçam de forma competente as seguintes funções:

  • Utilizar adequadamente a terminologia e a linguagem das Ciências Contábeis e atuariais;
  • Ser profissional no uso da linguagem da Ciência Contábeis, no raciocínio lógico, crítico e analítico para a solução de problemas fiscais e gerenciais das entidades;
  • Demonstrar visão sistêmica e interdisciplinar da atividade contábil;
  • Desenvolver, analisar e implantar sistemas de informação contábil e de controle gerencial, revelando capacidade crítico - analítica para avaliar as implicações organizacionais com a tecnologia da informação;
  • Desenvolver habilidades para solucionar problemas em diferentes graus de complexidade, de forma estratégica e preventiva;
  • Desenvolver o potencial de comunicação oral, escrita, interpessoal e intergrupal, assim como capacidade gerencial;
  • Elaborar pareceres e relatórios que contribuam pra o desempenho eficiente e eficaz de seus usuários, quaisquer que sejam os modelos organizacionais;
  • Aplicar adequadamente a legislação inerente às funções contábeis e possibilitar a elaboração de planejamento tributário das entidades;
  • Exercer suas responsabilidades com o expressivo domínio das funções contábeis, incluindo as atividades e de quantificação de informações financeiras, patrimoniais e governamentais, que viabilizem aos agentes econômicos a aos administradores de qualquer segmento produtivo ou institucional o pleno cumprimento de seus encargos quanto ao gerenciamento, aos controles e à prestação de contas de sua gestão perante a sociedade, gerando também informação para a tomada de decisão, organização de atitudes e construção de valores orientados para a cidadania;
  • Desenvolver capacidade para a área de gestão da qualidade, visando a responsabilidade social com o meio ambiente, como por exemplo, mensurar os custos ambientais;
  • Desenvolver, com motivação e através de permanente articulação, a liderança entre equipes multidisciplinares para a captação de insumos necessários aos controles técnicos, à geração de disseminação de informações contábeis, com reconhecido nível precisão;
  • Exercer com ética, responsabilidade e proficiência as atribuições e prerrogativas que lhe são prescritas através da legislação específica, revelando domínios adequados aos diferentes modelos organizacionais;
  • Desenvolver capacidade de integrar conhecimentos teóricos a práticas contábeis no ambiente em que esteja inserido, possibilitando a socialização do conhecimento.
  • Desenvolver competências para atuar em áreas instrumentais tais como: Perícia, Auditoria, Consultoria e Assessoria em Gestão Contábil Financeira, elaboração de relatórios e pareceres nos diferentes níveis gerenciais.
  • Ter capacidade de identificar suas potencialidades e limitações.

              Ao abordar o perfil dos contadores, em um cenário onde eles são substituídos pelos sistemas contábeis na realização das atividades de caráter mais operacional, Zarowin (1997) afirma que é preciso que eles assumam um novo papel - de parceiros de negócios e agentes de mudança, o que requer que eles sejam capazes de:

              a) desenvolver habilidades de um facilitador, pois para atuarem efetivamente como agentes de mudanças eles devem possuir características de persuasão e de facilitador, apresentando as informações de forma a convencer que as modificações não são apenas boas, mas necessárias;

              b) ser um profissional do conhecimento, disponibilizando informações capazes de atender as necessidades informacionais de todos os departamentos da organização; e

              (c) ser preditivo, utilizando as informações de ontem como um guia para o amanhã, deixando de se concentrar no que já passou para começar a olhar para o futuro.

 

Campo de Atuação:

 

A área contábil é, sem dúvida, uma das áreas que oferecem mais oportunidades no atual cenário empresarial, pois necessita de profissionais atuantes nos níveis operacionais, táticos e estratégicos das organizações. Para tanto, o Conselho Federal de Contabilidade normatizou, por meio da Resolução CFC nº. 560/83, diversas atribuições peculiares do profissional contábil, conforme listado a seguir:

Contador

Poderá atuar em várias áreas: Contabilidade Pública, Rural, Hospitalar, Industrial, Comercial, Imobiliária, de Seguros, de Serviços, de Transportes, de Entidades sem Fins Lucrativos, etc.

Auditor

Uma das áreas que mais cresce na profissão contábil, responsável pela análise detalhada da aplicação de recursos financeiros, que vai desde a avaliação da forma como tais recursos são aplicados e administrados até a identificação de falhas nos processos de controle do dinheiro

Perícia Contábil

Área de muita importância na Contabilidade, pois consiste na avaliação diagnóstica que pode comprovar desvio ou má utilização de recursos financeiros. De acordo com a Resolução do CFC nº 560/83 – art. 3º, as perícias contábeis, judiciais e extrajudiciais, bem como auditorias, são atribuições privativas dos profissionais da Contabilidade.

Analista Financeiro

O profissional contábil poderá atuar como analista econômico-financeiro das entidades em três ângulos: análise de crédito, análise de desempenho e análise de investimento.

Além das funções já relacionadas, outros mercados estão surgindo em função das mudanças tecnológicas, da globalização e de outros fatores que ampliam a cada dia o campo de ação do profissional contábil.

Consultor

O profissional contábil poderá atuar na consultoria contábil, de acordo com a especialidade adquirida, surgindo assim um mercado considerável para prestação de serviços nas seguintes áreas: de tributos, do comércio exterior, da contabilidade aplicada, da contabilidade internacional, de tecnologia da informação, de custos, de sistemas, de análise financeira, entre outras.

Novas perspectivas

Dentre as novas perspectivas profissionais na área contábil, podem ser citadas a de Investigador de Fraudes Contábeis, a Contabilidade Ecológica, a Auditoria Ambiental, a Contabilidade Estratégica, a Contabilidade Prospectiva (focada em modelos preditivos, voltada para cenários e ações/procedimentos futuros), a Contabilidade Internacional (conversão de balanços, conhecimentos das regras do IFRS e MERCOSUL), Contabilidade Aplicada à Logística, além das atividades ligadas ao ensino (Professor), à pesquisa e à produção de livros técnicos relacionados á área contábil.

 

 

 CONTATO:

 CIC -   Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar